Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/07/2012 09:10

Ação do Gaeco em Paranaíba apreendeu dinheiro e ouviu secretário

Por Nadyenka Castro, Campo Grande News

Ação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) em Paranaíba, nesta terça-feira, apreendeu dinheiro e levou secretário municipal à sede do MPE (Ministério Público Estadual) para prestar depoimento.

A operação, denominada Geleira, é parte das investigações do Gaeco que começaram em novembro do ano passado sobre suposto esquema de corrupção em contratos que somam R$ 100 mil, conforme informações do Jornal Tribuna Livre de Paranaíba.

As investigações começaram após denúncias de suspeitas de corrupção em licitações e desvio de dinheiro por meio de emissão de notas fiscais frias, por parte da Prefeitura. De acordo com o Gaeco, estima-se que 22 pessoas estão envolvidas.

Nesta terça-feira, oito meses após o início das apurações, o Gaeco cumpriu cinco mandados de busca e apreensão e seis, dos sete expedidos, de condução coercitiva (quando a pessoa é levada para depoimento e em seguida liberada).

De acordo com o Gaeco, foram levadas para prestar esclarecimento sobre as denúncias as seguintes pessoas: Deoclécio Pereira Souza Junior de Késio - secretário municipal de Finanças-; Bruno Ferreira Leal - tesoureiro da Prefeitura; Vicente Roberto Severino da Silva, Paulo Assis da Silva, Antonio João da Silva, vulgo \"Pelé\" e Cleverson Antônio Queiroz Gonçalvez.

Uma pessoa não foi encontrada, pois está em viagem. Segundo o Jornal Tribuna Livre de Paranaíba, Glício Mariano de Paula, ex-assessor de gabinete, está no Estado de São Paulo e deve ser ouvido ainda nesta semana.

Conforme reportagem do jornal Tribuna Livre de Paranaíba,o promotor de Justiça responsável pela operação, Marcos Alex Vera de Oliveira, explicou que o prefeito do município, José Garcia de Freitas (PDT), mais conhecido como Zé Braquiara, não está sendo investigado, mas caso seja encontrado vínculo dele com a emissão de notas falsas, ele será ouvido.

\"Havendo necessidade, para esclarecimento de algum ponto, ele será ouvido na condição de testemunha\", disse o promotor ao jornal.

Segundo a Tribuna Livre de Paranaíba, o promotor falou ainda que nesta etapa da investigação estão descartadas prisões. Ele ainda disse que foram apreendidos cerca de R$ 2 mil na casa de Bruno Ferreira tesoureiro) e também documentos; já na Prefeitura foram recolhidos documentos, contratos, computadores, fichas caixas, entre outros materiais que serão analisados.

Trabalham na operação Geleira, além do promotor Marcos Alex, os promotores: Luiz Antônio Freitas de Almeida (Gaeco de Campo Grande), Cláudia Ocariz Almirão (Gaeco de Dourados), Juliana Nonato, Fábio Ianni Goldfinger e Ronaldo Vieira Francisco, estes três de Paranaíba.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)