Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/10/2006 13:59

Ação de SP pode fazer MS perder R$ 30 milhões de ICMS

Campo Grande News

Ação que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), assinada pelo ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), candidato a presidência da República, pode provocar rombo de R$ 30 milhões nas contas de Mato Grosso do Sul e, segundo o secretário de Gestão, Ronaldo Franco, “inviabilizar” governo de André Puccinelli, governador eleito.

Geraldo Alckmin não concorda que Mato Grosso do Sul fique com o dinheiro do ICMS do gás boliviano. Ele alega, na ação judicial, que o imposto deve ser cobrado no destino e não na origem, como é feito hoje. Se prevalecer sua tese, o Estado perde os R$ 30 milhões, que serão distribuídos entre São Paulo e Rio Grande do Sul, por exemplo.

O ex-governador já ganhou o primeiro round na “guerra” pelo dinheiro do gás. A Procuradoria Geral da República deu parecer favorável a ação de Alckmin. A medida, no entanto, só tem validade depois de acatada pelo STF. Liminar requerida por Mato Grosso do Sul mantém a cobrança do ICMS como é hoje, até que o supremo se manifeste definitivamente.

O governador Zeca do PT tentou negociar com o ex-governador de São Paulo, mas seu colega paulista não desistiu da ação. A cobrança do imposto é feita pela Petrobrás, que repassa os valores para Mato Grosso do Sul.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)