Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/12/2005 12:46

Acaba verba do fundo de indenização do produtor em MS

Marina Miranda e Paulo Fernandes / Campo Grande News

O secretário de Produção e Turismo, Dagoberto Nogueira Filho, deve ir a Brasília entre hoje e amanhã, para tentar liberar mais recursos e indenizar o produtor rural atingido pela febre aftosa em Mato Grosso do Sul. Segundo ele, atualmente as indenizações são pagas com 50% de verba federal e 50% do Fesa (Fundo Estadual de Sanidade Animal) - os recursos do fundo, entretanto, terminaram.
Dos R$ 14 milhões disponibilizados pelo governo federal para o combate à doença, ainda restam R$ 10 milhões. A intenção é usar esse recurso para o pagamento integral da indenização, conforme explicou Dagoberto. “Nós vamos jogar pesado para União pagar os 100%”, garantiu o secretário.
Já foram abatidos 26 mil dos 29 mil animais dos cinco municípios interditados: Eldorado, Mundo Novo, Itaquiraí, Iguatemi e Japorã. A secretaria não deu detalhes do número de produtores indenizados, mas, já teria sido pago R$ 8 milhões – metade arcada pelo governo estadual e a outra pelo governo federal.
Cerca de 80% dos produtores que tiveram seus animais abatidos entraram com processo de indenização, que não tem valor fixo, é dada de acordo com a avaliação dos animais.
A expectativa era terminar os sacrifícios até sexta-feira, contudo, as chuvas devem atrasar os trabalhos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)