Cassilândia, Sexta-feira, 16 de Novembro de 2018

Últimas Notícias

22/10/2018 09:40

Abstenção em MS elegeria nove vezes o deputado eleito menos votado no Estado

Correio do Estado

A abstenção nas urnas no dia 7 de outubro foi de 398.397 de votantes em Mato Grosso do Sul, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE/MS).

Se essa quantidade de eleitores tivesse comparecido no dia da votação, poderia ter dado outro rumo para as eleições, como a vitória no primeiro turno do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), candidato mais votado, ou ter levado outro político ao segundo turno.

Azambuja obteve 576.993 votos. Para ter sido eleito no primeiro turno, ele precisaria ter tido 50% mais um dos votos válidos. O governador foi para o segundo turno com 44,3% da preferência dos eleitores.

A diferença entre a quantidade de pessoas que deixaram de votar no primeiro turno e o número de votos do candidato Odilon de Oliveira (PDT), que também está no segundo turno, é de 10.572.

O juiz federal aposentado obteve 31,6% da preferência do eleitorado, total de 408.969 votos.

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Junior Mochi (MDB), foi candidato ao governo e o terceiro mais votado, com 150.115 votos. Se a quantidade de faltantes no dia 7 tivesse votado em Mochi, ele teria ido ao segundo turno, com 545.512 votos, e disputaria com Azambuja o título de chefe do Executivo.

Caso os eleitores que preferiram não ter ido às urnas no primeiro turno votassem em Humberto Amaducci (PT), ele também poderia ter ido ao segundo turno com Azambuja. Amaducci conseguiu 132.638 votos e, se os faltantes tivessem escolhido ele, o candidato contabilizaria 531.035 votos.

O número de abstenções também poderia ter eleito três vezes a ex-vice-governadora Rose Modesto (PSDB), que foi a mais votada para deputada federal. Ela obteve 120.901 votos nestas eleições.
Ou, então, Fábio Trad (PSD), segundo deputado mais votado para a Câmara, poderia ter sido eleito quatro vezes. Ele obteve 89.385 votos.

O candidato menos votado Dagoberto Nogueira (PDT) teria sido reeleito nove vezes com a quantidade de abstenções. Ele recebeu 40.233 votos nestas eleições.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 15 de Novembro de 2018
09:00
Santo do dia
Quarta, 14 de Novembro de 2018
09:00
Santo do dia
Terça, 13 de Novembro de 2018
17:57
Cassilândia/Paranaiba/Chapadão
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)