Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/09/2007 20:36

Absolvido mecânico acusado de tentar matar irmã

TJGO

O mecânico José Wilton da Costa Silva, de 44 anos, foi absolvido hoje (14) pelo 1º Tribunal do Júri de Goiânia da acusação de tentativa de homicídio contra a sua irmã, Wilnelvia de Jesus da Costa Silva, 29. Por entender que não havia provas nos autos para sustentar uma condenação, o Ministério Público estadual (MP), retificou sua tese e em plenário pediu a absolvição do acusado, no que concordou a defesa. O juiz Jesseir Coelho de Alcântara, que presidiu a sessão, determinou que José Wilton seja colocado em liberdade, se por outro motivo não estiver preso.

O fato ocorreu por volta das 16 horas de 8 de abril de 1999, na viela SC-26-A, no Parque Santa Rita, em Goiânia. Segundo a denúncia, o réu espancou sua irmã, dando início a uma uma conduta homicída que só não se consumou por circunstâncias alheias à sua vontade. Foi apurado que José Wilton é muito agressivo, tendo espancado os familiares várias vezes, além de ser usuário de drogas e de provocar "quebradeiras" em casa. O MP aduziu que José Jovino da Silva, pai do réu e da vítima, ao chegar em casa, no dia do fato, encontrou a filha desfalecida em uma cama.

Em seguida, Wilnelvia foi encaminha ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), onde permaneceu internada em estado de coma, durante três dias. Logo depois, foi levada para o Hospital das Clínicas, e em seguinda para o Instituto de Psiquiatria Professor Wassily Chuc. De acordo com Laudo Médico Legal, Wilnelvia sofreu traumatismo crânio-encefálico, "apresentando alterações psiquiátricas próprias da Síndrome Pós-Traumática e sem condições de exercer suas atividades habituais". O laudo diz ainda que a vítima era uma pessoa normal, tanto que na época do fato cursava o 3º ano do 2º grau, mas devido ao espancamento deixou a escola por apresentar distúrbios mentais.

Ouvido em juízo, José Wilton contou que a acusação não procedia, alegando que não espancou a irmã e nunca teve problema de relacionamento com ela. Contou que não é usuário de drogas e que fez tratamento mental quando trabalhava com alta tensão, em uma empresa de energia elétrica no Estado do Tocantins, tendo se aposentado em razão de acidente de trabalho, cuja aposentadoria era recebida por Wilnelvia, que não lhe repassava o dinheiro. (Sheila Cavalcante)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)