Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/12/2010 11:27

Abate de bovinos cai 2,5% no terceiro trimestre, mas de frangos e suínos tem alta

Paulo Virgilio, Agência Brasil

Rio de Janeiro - O abate de bovinos teve uma queda de 2,5% no terceiro trimestre de 2010, em relação aos três meses imediatamente anteriores, segundo pesquisa sobre a pecuária divulgada hoje (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento registrou, no entanto, crescimento nos abates de frangos e suínos, na aquisição de leite pela indústria e na produção de ovos de galinha.

Nos meses de julho a setembro, 7,394 milhões de bovinos foram abatidos. Embora menor do que o do segundo trimestre do ano, o número representa um aumento de 2,6% na comparação com o do terceiro trimestre de 2009. No acumulado do ano, o abate de bovinos é 7,1% superior ao de 2009, inclusive nas parciais trimestrais.

De acordo com o IBGE, a queda observada no terceiro trimestre se deve à redução do abate de vacas, que caiu 10,9%, já que no mesmo período o de bois subiu 1,9%.

No desempenho regional, o Centro-Oeste, responsável por 35% do abate nacional de bovinos no trimestre, apresentou queda de 2,3% em relação ao mesmo período de 2009. Nessa região, o estado de Mato Grosso teve uma queda de 5,6% no abate de bovinos.

Já nas regiões Sul e Sudeste os resultados foram positivos, com destaque para os estados do Rio Grande de Sul, com 29% a mais de abates, e Paraná, com 25,1%. Em São Paulo, o crescimento foi de 3,6%.

Um outro item da pesquisa a apresentar queda no terceiro trimestre foi o referente à aquisição de peças inteiras de couro cru bovino, com redução de 6,1% sobre o resultado do terceiro trimestre de 2009 e de 2,4% em relação ao do segundo trimestre deste ano. O total de couro efetivamente curtido pelos estabelecimentos pesquisados pelo IBGE foi de 8,935 milhões de unidades.

A aquisição de leite pela indústria no terceiro trimestre deste ano cresceu 5,7% em relação à dos três meses anteriores e 6% na comparação com a do terceiro trimestre de 2009, somando 5,191 bilhões de litros. No acumulado do ano, a alta é de 8,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, atingindo 15,373 bilhões de litros. O estado de Minas Gerais responde por 25,9% da aquisição de leite, seguido do Rio Grande do Sul (15,8%).

O abate de frangos somou 1,283 bilhões de unidades no terceiro trimestre de 2010, uma alta de 3,8% sobre o trimestre anterior e de 1,3% em relação ao terceiro trimestre de 2009. O acumulado de 2010 registrou uma alta de 4,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo o IBGE, com esse resultado, a produção de frangos atinge um novo patamar, superando o desempenho de 12 meses atrás.

Um novo recorde também foi atingido pelo abate de suínos, que somou 8,305 milhões de cabeças, 2,9% a mais que o do segundo trimestre do ano e 2,5% maior que o volume do terceiro trimestre de 2009. O abate de suínos no acumulado no ano é 5,1% superior ao de 2009.

Para o IBGE, esse crescimento no abate reflete o aumento do consumo interno de carne de porco, uma vez que não está havendo uma alta nas exportações desse item.

A produção de ovos de galinha, crescente em todos os meses de 2010, alcançou 622,499 milhões de dúzias no terceiro trimestre, um aumento de 1,8% em relação ao verificado no trimestre anterior e de 2,4% sobre o resultado do terceiro trimestre de 2009. De janeiro a setembro, o aumento foi de 4,5% em relação à produção do mesmo período de 2009, atingindo 1,839 bilhão de dúzias.

A Região Sudeste concentra mais da metade da produção nacional de ovos e, entre os estados, São Paulo, Minas Gerais e o Paraná são os maiores produtores nacionais. O IBGE destaca o crescimento da avicultura em Mato Grosso, onde a produção de ovos cresceu 49,5% na comparação com a do terceiro trimestre de 2009.

Edição: Juliana Andrade

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)