Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019

Últimas Notícias

01/11/2019 08:40

A partir de hoje, pesca está proibida nos rios Paraná, Aporé e Paranaíba

Campo Grande News

A partir de hoje, a pesca está proibida nos rios Paraná, Aporé e Paranaíba. De responsabilidade da União, os cursos de água cortam Mato Grosso do Sul e não poderão ser destino de pescadores até o dia 28 de fevereiro, quando termina o período de piracema. A medida também funciona como preparação para preservação do período de reprodução dos peixes nos rios de responsabilidade do Estado, onde a proibição passa a valer a partir da próxima terça-feira.

Devido ao feriado do dia 2 de novembro e aos últimos dias de pesca permitida, o fluxo de turistas se intensifica nos rios do Estado. Por isto, as fiscalizações da PMA (Polícia Militar Ambiental) se anteciparam e começaram às 12h desta quinta-feira a operação “Dia de Finados” para prevenir os rios e reprimir a pesca predatória.

A ação envolve 340 agentes e deve se encerrar às 6h do dia 5 de novembro, quando o período de defeso passa a valer para todos os rios do Estado. Oito subunidades vão ficar responsáveis pela fiscalização nos rios Paraná, Aporé e Paranaíba, cuja proibição de pesca é estabelecida pela normativa nº 25, de 1º de setembro de 2009, pelo Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Sustentáveis).

Nos rios do Estado, da bacia do rio Paraná, o período de proibição é estabelecido pelo Imasul (Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul). Os cursos de água de domínio estadual são aqueles que nascem e tem sua foz dentro dos limites do território de Mato Grosso do Sul. Os principais rios da bacia do Paraná, onde a pesca estará aberta até o dia 4 à meia noite são: Ivinhema, Itaquiraí, Amambai, Brilhante, Dourado, Vacaria, Quitéria, Iguatemi, Santana, Rio Pardo, Verde e Sucuriú.

No ano passado, durante a operação Dia de Finados foram presas três pessoas por pesca predatória e um infrator foi autuado por infração administrativa de armazenamento de pescado sem origem. Foram apreendidos 284 quilos de pescado e aplicadas multas R$ 10.580.

Alerta - A PMA alerta para o cumprimento das regras, pois, mesmo com a pesca aberta até o dia 4 de novembro nos rios do Estado, várias atitudes são crimes, inclusive, com as mesmas penalidades de pescar em período de piracema. Por exemplo, pescar com petrechos, ou com método de pesca proibidos, em quantidade superior à permitida, ou em local proibido e capturar pescado com tamanho inferior ao permitido.

Na parte criminal, conforme a Lei Federal 9.605/12/2/1998, a pessoa pode ser presa, algemada, encaminhada à delegacia de polícia, onde é autuada em flagrante delito, podendo sair sob fiança não sendo reincidente e, ainda ter todo o produto da pesca, barcos motores e veículos apreendidos. Na reincidência não há fiança.

Na parte administrativa, o Decreto Federal 6514/2008, que regulamenta a parte administrativa da Lei 9605/98, prevê multas de R$ 700 a R$ 100 mil reais e mais R$ 20 reais por quilo do pescado irregular.

Outros crimes ambientais serão combatidos e prevenidos, tais como: poluição, desmatamento e carvoarias irregulares, com visitas às propriedades rurais, transporte ilegal de produtos perigosos, além de combate a todos os crimes contra a fauna e flora.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Novembro de 2019
09:00
Santo do Dia
Quarta, 13 de Novembro de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)