Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/10/2013 08:05

A minha geração

João Bosco Leal
A minha geração

A geração hoje sexagenária foi a que viveu ao mesmo tempo em que, provavelmente, a humanidade passou por suas maiores transformações. Nessa época é que surgiram as maiores mudanças tecnológicas, morais, culturais, musicais e de estilos de vida.

As padarias e os armazéns com os caderninhos de anotações das compras mensais realizados pelos moradores do bairro foram totalmente substituídos pelos supermercados e shopping centers, onde nada é anotado e os pagamentos antes realizados no final do mês, com papel moeda ou cheques, foram substituídos pelos imediatos, com cartões de crédito que os parcelam em várias prestações.

Surgiu o Twist, o Rock'roll, Chuck Berry, Little Richard, Elvis Presley, os Beatles, os Rolling Stones, os Bee Gees, os Carpenters e junto deles, as longas cabeleiras masculinas, as calças justas, as bocas de sino, as minissaias femininas e muitas outras diferenças. O festival de Woodstock foi um marco temporal, do início da pratica de sexo sem preconceitos ou compromissos e de cenas públicas de nudismo.

Em todos os setores essa geração sobreviveu a milhares de erros, acertos, tropeços e recomeços, tanto político - ideológicos como emocionais. Foi nela que se iniciou o uso de drogas como maconha, LSD, heroína e cocaína, mas também foi nesse período que se criaram as melhores músicas e os melhores livros.

Além dos já mencionados, os cantores que ouviam eram Elis Regina, Tom Jobim e Vinícius de Morais; Aretha Franklin, Carole King, Creedence Clearwater Revival, Elton John, James Taylor, Janis Joplin, Joan Baez, Joe Cocker, John Lennon, Paul McCartney, Ray Charles, Santana, Simon & Garfunkel, Stevie Wonder, Tina Turner e muitos mais que poderiam ser aqui citados.

Os livros que leram foram de Carlos Drummond de Andrade, Graciliano Ramos, Guimarães Rosa, Jorge Amado, Machado de Assis e Mario de Andrade; Antoine de Saint-Exupéry, Ernest Hemingway, Gabriel García Márquez, George Orwell, Harold Robbins, Hermann Hesse, Irving Wallace, Kahlil Gibran, Mario Vargas Llosa, Pablo Neruda, Richard Bach e muitos outros tão importantes e competentes quanto.

Uma safra de músicos e autores dessa qualidade jamais havia sido reunida em uma única geração.

O homem pisou na lua e depois disso muitas viagens interplanetárias exploratórias - tripuladas ou não - foram realizadas e a quantidade de satélites de comunicação que atualmente contornam o planeta terra é tão grande que já preocupa os cientistas.

As separações matrimoniais antes praticamente inexistentes tornaram-se muito comuns. Os livros, filmes e programas de televisão falam e mostram cenas inimagináveis em décadas anteriores, quando as preferências sexuais e o homossexualismo não eram discutidos sequer privadamente.

No início da década de noventa foram vendidos no Brasil os primeiros computadores de mesa, os PC's, e só por volta de 1994 surgiram aqueles com 512 MB de HD - poderosos e raros -, mas atualmente os notebooks mais comuns utilizam HDs com um ou dois Terabytes de capacidade e as crianças praticamente "nascem" brincando com equipamentos - como os DVD's portáteis -, bem mais potentes que os computadores daquela década.

Muitas coisas poderiam ter sido realizadas de outra forma, como a violência que foi utilizada em diversas oportunidades e países ou a - na maioria das vezes - desnecessária destruição do meio ambiente, mas no geral, essa geração foi a que mais gerou progressos científicos, tecnológicos e na produção de alimentos.

A geração hoje sexagenária foi a que mais contribuiu para a evolução da humanidade.

João Bosco Leal* www.joaoboscoleal.com.br
*Jornalista e empresário

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)