Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/12/2005 07:34

A luta contra a pílula continua, diz Sérgio Assis

Janaina Gaspar

Autor do polêmico projeto que proíbe a venda e distribuição gratuita do anticoncepcional de emergência – Pílula do Dia Seguinte, o deputado estadual Sérgio Assis explicou porque retirou o projeto que seria votado na sessão da última terça-feira (6).

“A luta contra a banalização da Pílula do Dia Seguinte continua, decidi retirar o projeto da ordem do dia porque percebi que não teríamos os votos necessários para a provação da matéria. Até porque muitos deputados haviam faltado à sessão. Então decidi fazer adequações no texto do projeto para que possamos deixar resguardados os direitos das mulheres vitimas de violência sexual. Creio que desta forma obteremos a aprovação da maioria dos deputados e então poderemos resolver o problema do uso indiscriminado deste medicamento que pode causar sérios danos à saúde da mulher”, avaliou Assis.

O parlamentar recebeu apoio de mais de 200 pessoas que lotaram o plenário da Assembléia para apoiar Assis.

“São representantes das comunidades de Campo Grande e de inúmeros setores da sociedade. Fico feliz em saber que meu projeto é apoiado por mais de 26 Câmaras municipais, pelo Arcebispo de Campo Grande – Dom Vitório Pavanello, e demais bispos, representantes das igrejas evangélicas e espíritas, além de médicos e educadores”, destacou.

A matéria conta com o parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça e deve ser votado no próximo ano, já que terminaram os prazos para apresentações de emendas.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)