Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/07/2014 14:33

A fábrica do futuro e seus líderes

*Por Airton Chicchetto

A revista Exame, neste mês de julho, publicou uma excelente matéria sobre as fábricas do futuro. Impulsionada pelo avanço exponencial da capacidade dos computadores pela imensa e crescente quantidade de informações digitalizadas e por novas estratégias de inovação, uma nova revolução industrial está em curso.

Conforme a matéria, a produtividade deverá aumentar, os índices de defeitos deverão cair, muitos empregos, os que envolvem funções repetitivas, deixarão de existir, pois grande parte de tais funções serão executadas por robôs e haverá demanda para trabalhadores altamente qualificados e educados. Estas serão as consequências mais imediatas com o advindo das tais fábricas do futuro.

Esta previsão, que em uma primeira análise parece assustadora, é na verdade a continuação de um incessante processo de busca do aumento da produtividade, que coexiste com as indústrias desde, praticamente, o início da era industrial. Os professores da Harvard, J. Hagel, S. Brown e L. Davidson, citam em seu artigo intitulado The 2009 Shift Index que: “a produtividade das empresas mais que dobrou nos últimos 40 anos, entretanto, a taxa de retorno sobre ativos (ROA) caiu para cerca de um quarto do valor da taxa histórica de 1965”.

Como se vê, pode-se dizer que trata-se de um movimento inerente ao processo de industrialização, na medida em que a indústria, há muito tempo, enfrenta declínio de suas taxas de retorno e busca sua sobrevivência por meio do aumento da produtividade - maior volume de produção com menor utilização de mão de obra.

Outras indagações, entretanto, decorrem da leitura desta matéria da Exame: como será no futuro o ambiente de negócios? Que novas forças e pressões estarão agindo sobre as empresas? E, como deverão atuar os líderes e gestores no novo ambiente? Pois bem, como dito, no ambiente interno haverá um menor número de colaboradores, menor headcount, e com isto, cada trabalhador passará a ter maior importância para a organização. O indivíduo será quase que imprescindível para a empresa. Recorrendo à teoria matemática dos limites, pode-se escrever a função: (Se h → 1, então: ih → ∞), explicando, se o headcount tende a um, então a importância do headcount tende ao infinito.

Ainda, no ambiente interno, pode-se inferir que as interações entre as áreas do negócio tenderão a ser mais complexas ou menos flexíveis, visto que o processamento e fluxo de materiais, peças e componentes via equipamentos robotizados, requer absoluta precisão na entrada e saída de informações. Máquinas não são flexíveis, não aguardam e não dão um jeitinho, como fazem os humanos.

No ambiente externo, o acirramento da competição deverá se intensificar, o que implicará em maior pressão sobre os lucros e retornos sobre investimentos. Cada vez mais haverá menos espaço para perdas e desperdícios. Tudo, cada detalhe, será importante. Focus on everything, será a regra.

Neste novo cenário, líderes e gestores de negócios não deverão ter vida fácil. Dada a maciça robotização que se avizinha, a integração e sincronização das equipes serão requisitos indispensáveis. Dessa forma, eles terão que ser capazes de entender a extrema e relevante importância de sua justa equipe e de motivá-la a trabalhar de forma cadenciada, integrando um complexo constituído por humanos e máquinas.

A participação unida e integrada de todos, deixará de ser um mote, para ser obrigatória, pois antes mesmo de uma questão de sobrevivência, ela será, no futuro próximo, a engrenagem mestre operacional das empresas, a mover um sistema com folgas e tolerâncias próximas do zero. Os gestores e as gestoras líderes, capazes de promover esta integração, serão valiosos e disputados no mercado a peso de ouro. Esteja preparado!

Airton Cicchetto é consultor, palestrante empresarial, engenheiro, mestre em administração e idealizador do modelo SCG - Simples Complexo Gerencial - Simplificando a Gestão.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)