Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/01/2007 08:40

A crônica do Corino - Quem paga o Pac?

Corino Rodrigues Alvarenga
Cassilândia NewsCassilândia News


O Plano de Aceleração do Crescimento, lançado ontem, dia 22 de janeiro, pelo presidente Lula com muita pompa política e marketing, além de mostrar um presidente preocupado com o crescimento do Pib em 4,5% este ano e em 5% até 2010, traz uma frustração sobretudo para o setor empresarial que esperava por medidas fiscais mais duras.
Um dos pontos positivos do pacote de medidas é que o Pac prevê investimentos de R$ 33,437 bilhões na malha rodoviária, sendo R$ 8.086 bilhões ainda neste ano.
A expectativa do governo é realizar obras em 45.337 quilômetros, sendo que 42.090 quilômetros deverão receber investimentos públicos, para recuperação, adequação, duplicação e construção. Outros 3.247 quilômetros deverão receber investimentos privados.
A minha preocupação quanto às estradas brasileiras, por sinal, em situação precária, é quanto ao montante da verba para recupera-las. Tive acesso certa vez a um documento feito por estudiosos que calculava em mais de R$ 50 bilhões os custos para a sua recuperação. Com o passar dos tempos, a sua deterioração, diante da falta de investimentos consistentes, calculo que seriam necessários muito mais do que R$ 50 bilhões.
Outro risco, diante da burocracia brasileira, é o de tirar R$ 5 bilhões do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – o FGTS, que pertence aos trabalhadores – para investimento em infra-estrutura. Apenas uma pequena parte está destinada ao financiamento da casa própria.
O Pac só vai dar bons resultados se o governo criar um clima melhor na economia, baixando a taxa Selic, com desoneração fiscal consistente para alavancar a micro e pequena empresa, com subsídios e fomento para a agricultura disputar em condições de igualdade o mercado internacional, com uma política tributária mais favorável para a indústria e daí por diante.
E mais: o Pac vai depender de um bom relacionamento com o Congresso Nacional, pois dependerá dos votos também da oposição para a aprovação de item por item. O clima político é favorável no momento: Lula não concorre mais à reeleição – e ele não seria louco para fazer com Hugo Chávez, que está querendo aprovar, lá na Venezuela, a reeleição perpétua -, e, portanto, as portas se abrem para Serra, Aécio e até para um eventual petista ou candidato da base aliada.
O Pac tem que dar certo. Mesmo porque quem paga a conta tem sempre endereço e telefone: nós, os mortais contribuintes. Nós é que, afinal, pagamos o pato. Ou o Pac.

Corino Rodrigues de Alvarenga
Contato com o colunista:
corino_leia@hotmail.com

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)