Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/09/2006 08:08

A crônica do Corino - Os lacônicos

Corino Rodrigues Alvarenga
Cassilândia NewsCassilândia News

Os lacônicos

No bairro do Bom Retiro, mais precisamente no inverno daquele ano de 1959, ali na rua José Paulino, bem em frente o número 34, onde foi fundado o Corinthians – mas isso no ano de 1910, claro -, nasceram aqueles dois gêmeos estranhos com descendência italiana: Giovanni e Beppo.
Nasceram praticamente mudos. Foram falar quando já estavam para completar três anos e meio de idade. Dona Conchetta, a mãe, o pai, Bernardo, e a italianada toda da família ficaram em pânico.
Mas um dia, por sinal uma manhã de domingo, Giovanni abriu a boca. Beppo, talvez por essa comunicação própria dos gêmeos, também balbuciou.
- Mama – balbuciou Giovanni.
- Papa – retrucou, também balbuciando, Beppo.
Pronto. Surgiu, ali, no tranqüilo Bom Retiro, a história dos lacônicos paulistanos.
Cresceram lacônicos, econômicos ao extremo. Não só falando. Em tudo. Ambos, rigorosamente iguais, não abriam nem abrem a mão até mesmo para dar bom-dia. Ou boa-tarde.
Namorada só tiveram uma. Cada um conquistou a sua, claro. Conquistou, não. Elas é que tiveram que conquistá-los.
É que eles não abriam a boca para nada. E quando abriam, saía, no máximo, uma palavra. Medida. Precisa. Curta. De preferência, curta e grossa.
Arrumaram duas magrelas. Que era para comer pouco e não dar despesa. Afinal, iriam casar com elas mesmo. Cada um com a sua namorada, que depois virou noiva e, logo depois, esposa. Ou melhor, esposas.
Casaram-se no mesmo dia. Fizeram uma festa e economizaram a segunda. E economizaram mesmo.
A lua-de-mel foi em casa. Assim, economizaram combustível e hotel.
Também para economizar conversa e pratos cheios a mais na mesa, combinaram só se encontrar de dez em dez anos. Giovanni e Beppo, assim, devem um ter visitado a casa do outro apenas umas quatro vezes neste período todo. No máximo, isso. Alternando as casas. A primeira na casa de Giovanni, que nasceu cinco minutos antes. A segunda na casa de Beppo. E assim por diante.
Na semana passada, num domingo frio em São Paulo, foi a vez de Beppo receber a visita de Giovanni. O casal foi à porta da casa para receber as visitas.
- Bom-dia!
- Bom-dia!
- Entra! – convidou a esposa de Beppo.
- Claro! – respondeu o casal, uníssono.
- Demorou.
- Verdade.
- Sentem-se.
- Brigado.
- Tudo bem?
- Tudo.
- Trabalhando?
- Sim.
- Onde?
- Na fábrica?
- Isso.
- Diversão...
- Teatro.
- TCA?
- Imprensa.
- Fernanda?
- Sim.
- Montenegro?
- Não.
- A filha?
- Sim.
- Torres?
- Torres.
- O Palmeiras...
- Mal.
- Goleado...
- 5 a 1.
- O Corintíans.
- Sempre ele.
E, assim, ficaram lá, conversando. Laconicamente. De repente, deu um branco em Giovanni.
- O que vamos ter para almoçar hoje, meu irmãozinho?
- Tá doido?
- Por quê?
- Tu tá falando pelos cotovelos, Giovanni!
- E você também. Está falando demais agora!
- Xi!
- Xi!
E ficaram lá calados. E preocupados.
Eles acabaram de perder o título de Lacônicos Paulistanos, que haviam recebido, em noite de gala, no Clube Juventus, na rua Javari, ali na Mooca. Com moção da Câmara de Vereadores e tudo.
Dizem que até hoje, sábado, não trocaram uma única palavra. Estão com medo de uma recaída.

Corino Rodrigues de Alvarenga
Contato com o colunista:
corinorodrigues@hotmail.com

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)