Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/01/2007 07:37

A crônica do Corino - O País do Futebol

Corino Rodrigues Alvarenga
Cassilândia NewsCassilândia News

Está praticamente tudo acertado e o Brasil deverá sediar a Copa de 2014.
Houve um acordo político feito pelo presidente da Fifa, Joseph Blater, e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, tanto no apoio à candidatura vitoriosa da África do Sul para a Copa de 2010 quanto nos votos conquistados por Blater em sua eleição e, depois, em sua reeleição.
E mais: a Copa de 2014 é da América do Sul, pois, no atual período, a Europa já sediou duas copas e a América do Sul ficou sem nenhuma, quebrando o tradicional rodízio de continentes que vinha desde 1930.
E, nesse acordo, o Brasil é candidatura única dentro da América. Já existe até o aval da Federação Sul-Americana. Tudo bem, tudo bem.
Agora eu pergunto: o Brasil está preparado para sediar uma Copa do Mundo?
O nosso sistema de segurança pública nos permite oferecer tranqüilidade a milhões de turistas que certamente virão para cá?
Os cerca de 40 milhões de brasileiros que vivem à margem da sociedade, passando fome, não irão para as portas de hotéis e estádios para pedir esmolas em dólares e euros?
E a pergunta final: diante de tantos problemas sócio-econômicos que enfrentamos há séculos sem solução à vista, é correto e viável investir bilhões e bilhões de reais para sediar uma Copa do Mundo?
Eu acredito que o governo brasileiro tem que pensar em prioridade. E prioridade, a bem da verdade, temos uma: educação. O brasileiro é mal-educado justamente porque não se investe corretamente em educação.
A maior prova disso é que se paga Bolsa-Família para a família manter os filhos na escola, pois, do contrário, não se teria tantas crianças nas escolas. Só que elas, porém, estão lá, freqüentando as aulas, fazendo jus ao tal Bolsa-Família, e não estão aprendendo nada.
A argumentação de que os turistas trarão dólares e euros para cá, dando retorno financeiro aos altíssimos investimentos feitos na estruturação da Copa do Mundo é pura balela.
O turismo só é lucrativo quando há uma política de “clusters” bem planejada e executada, isto é, quando se tem um conjunto de opções turísticas cercado de uma política de turismo voltada para o longo prazo, com infra-estrutura, com estradas de qualidade, com conceitos internacionais de atendimento ao turista, com um sistema eficiente de segurança pública.
É um equívoco investir num evento sazonal como a Copa do Mundo acreditando que os turistas voltarão depois ao País. Só retornarão se gostarem do que viram. E esse não parecer ser o nosso caso.
O turista alemão, por exemplo, que for assaltado na Linha Vermelha ou na Favela da Rocinha, pode acreditar, dificilmente arrumará argumento um dia para retornar ao Brasil.
E violência não existe só no Rio de Janeiro. E por que há tanta violência no Brasil? Ora, ora! Violência é reflexo de problemas sociais gravíssimos que enfrentamos como falta de boas escolas, como falta de bons empregos, como falta de boa qualificação profissional.
E mesmo no futebol precisamos de nos estruturar. O ideal é acabar com os picaretas e corruptos de colarinho branco que assumiram o papel de cartolas. E esses são iguais ou piores do que os integrantes do PCC.
Sou a favor de o Brasil sediar a Copa de 2014 desde que os gastos sejam assumidos pela iniciativa privada, pelos que sempre lucraram com o futebol, vendendo nossos craques a peso de ouro e tirando a sua comissãozinha.
Pôr dinheiro público para sediar uma Copa do Mundo é uma irresponsabilidade diante de milhares ou milhões de problemas urgentes que estão à espera de solução desde que Cabral pisou por aqui. E o Brasil precisa marcar um gol de placa: acabar – ou pelo menos minimizar – com a miséria.
E, por enquanto, só temos feito gol contra nesse sentido.

Corino Rodrigues de Alvarenga
Contato com o colunista:
corino_leia@hotmail.com

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)