Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/10/2006 06:42

A crônica do Corino - Mulher ou homem?

Corino Rodrigues Alvarenga
Cassilândia NewsCassilândia News

Saiu a notícia no site www.cassilandia.com.br e gerou polêmica junto aos leitores. Imagine você a situação: o sujeito era casado com uma mulher, que, na verdade, era homem.
Os moradores de Sidrolândia juravam que a mulher era mulher, mas não era. A descoberta só ocorreu na hora da necropsia – e apenas após a sua morte, claro. Mas graças ao amor – e a uma prótese – o casamento foi salvo.
Leia a notícia.

“Mulher se passava por homem em Sidrolândia

Terça-feira, 17 de Outubro de 2006 20:55
Alessandro Perin e Edson Sibila/Campo Grande News

Uma mulher que morreu nesta tarde na cidade de Sidrolândia se passava por homem. A descoberta foi feita durante a autopsia médica no Hospital Elmira S. Barbosa.
De acordo com o delegado Edson Pigosso, que investiga o caso, Helias Aparecido Gonçalves Maidana, de 35 anos, usava documentos apontando que era homem. Entretanto, o cartório de Nioaque confirmou o registro, mas como sendo do sexo feminino.
O delegado investiga agora como ela conseguiu documentos apontando que a mulher era um homem. Helias Aparecido Gonçalves Maidana chegou a se casar na igreja.
A esposa informou a polícia que conhecia Helias há mais de 10 anos, sendo que há dois iniciaram um namoro e se casaram. Após o casamento, o suposto marido revelou que era do sexo feminino, e fazia uso de uma prótese peniana. Diante da revelação, a “esposa”, habituada com a situação, preferiu que continuassem juntos.”

Helias não é o primeiro caso de mulher que se passa por homem. Nem será o último. Aliás, o que tem por aí de mulher que não consegue se passar por mulher e homem que não consegue se passar por homem, não é brincadeira. Tem gente, amigo, que nem com prótese dá jeito.
Há o caso de um amigo meu, pobre coitado, que é casado com uma mulher tão feia e insuportável, tudo na mesma proporção, que ele a chama carinhosamente de “Meu Dragãozinho”. E o bom da coisa é que ela gosta.
E acredite, amigo: o apelido de “Meu Dragãozinho” é um mimo para aquela criatura. Ela bem que merecia coisa pior.
Pensa que eu estou exagerando? Há um mês e meio ela inventou de ir à padaria para comprar um litro de leite e uma dúzia de pães. Quando ela entrou, a padaria ficou vazia. Foi todo mundo embora. Moral: faz mais de um mês que, no bairro, ninguém compra leite e pão na padaria. Dizem que o seu Manoel Padeiro está pensando em decretar falência.
E há também a história de um cigano que era tão feio e narigudo que, para casar, o seu pai teve que comprar a noiva por dois dotes de R$ 20 mil, uma F 1000 em excelente estado e a metade de uma fazenda em Goiás. E olha que a noiva era a moça mais linda e prendada da comunidade cigana. Era uma ciganinha linda demais.
No meio da cerimônia à moda cigana, a noiva, já desesperada, começou a gritar:
- Eu não posso casar, pois não sou mulher. Eu sou homem, eu sou homem!
Diante do rebuliço, o cigano feio, para não perder a noiva, gritou mais alto:
- Não pare o casamento, não! Eu caso assim mesmo! Eu caso assim mesmo! Com um homem bonito desses, eu viro mulher, diabo!
E o casamento foi feito. A felicidade reina na tenda do casal de ciganos. Sem uso de prótese, pois a mulher é mulher mesmo.
Só há um problema: o cigano está cada dia mais feio. Feliz, mas feio.

Corino Rodrigues de Alvarenga
Contato com o colunista:
corinorodrigues@hotmail.com


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)