Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

04/04/2007 07:43

A crônica do Corino - Diego e os políticos

Corino Rodrigues de Alvarenga
Cassilândia NewsCassilândia News

Como já era mais do que esperado, o paulista Diego Alemão venceu ontem, terça-feira, o BBB7, o reality show da Globo, com 91% dos votos contra míseros 9% da carioca Carolini.
O público votou com responsabilidade, optando pelo “grande irmão” mais honesto, mais ético e, portanto, mais confiável.
Para decidir o futuro de Diego Alemão e entregar-lhe o prêmio de R$ 1 milhão, o brasileiro votou conscientemente. Foi uma atitude bonita da grande maioria: as espertezas de Carol, que fazia parte da turma do mal comandada por Alberto Cowboy, foram reprovadas pelo brasileiro.
E o viés da história como é que fica?
Por que o mesmo brasileiro, que votou de forma tão consciente ao aprovar as boas atitudes de Diego e reprovar o comportamento hipócrita de Carol, vota de forma tão equivocada nos políticos, optando quase sempre pelos piores e deixando de escolher de forma consciente?
O eleitor de Alagoas, por exemplo, trouxe de novo para a cena política Fernando Collor de Melo, eleito senador da República. Quem foi Collor?
O primeiro presidente da República brasileiro a ser cassado sob acusação dos mais diferentes tipos de corrupção. O único presidente que fez um governo em que o Produto Interno Bruto foi negativo, apresentando o percentual desfavorável de 1,3%, o pior desempenho de um governo brasileiro em todos os tempos. Isso sem falar no saque da poupança, no caso PC e no resto.
Mas o eleitor brasileiro o trouxe de volta. E não é só Collor, não, meu amigo. Há tantos e tantos maus políticos em cargos públicos, fazendo besteira com os recursos públicos, provocando mais desemprego, mais injustiça social, mais desequilíbrio na economia e daí por diante.
Quando o assunto é vida real, o eleitor brasileiro, muitas vezes, gonga Diego e elege Carol, por favorecimentos políticos, por conveniência, por total irresponsabilidade.
Não! Não! Não! Tem que ser justamente o contrário, meu amigo. A seriedade com que o brasileiro demonstrou diante da votação do Big Brother Brasil 7 – que terminou ontem, graças a Deus! – tem que ser demonstrada na hora do voto, o voto da vida real, o voto que se dá nos políticos.
Nada de se votar em Carol, amigo. Na vida real, precisamos votar em políticos ao estilo Diego, que fala o que pensa, que não faz tramóias para ganhar R$ 1 milhão, que não é hipócrita, que não diz uma coisa aqui e faz o contrário ali.
Se para decidir a vida de alguém que se expôs na TV para todo o País em troca de quinze minutos de fama e de R$ 1 milhão o brasileiro agiu de forma séria, repito, tem que fazer o mesmo em relação ao seu próprio futuro e ao futuro de toda a Nação.
Chega de ir às urnas para votar em troca de presentinhos de véspera de eleição. Chega de ir às urnas para votar em troca de ilusões passageiras.
O Brasil não é um Big Brother, meu grande irmão. O Brasil é vida real. E vida dura.
Nós não podemos continuar em nosso eterno paredão. O Brasil não é crônica de Pedro Bial antes de anunciar a eliminação de mais um brother, cara. O Brasil não é reality show.
O Brasil é uma grande Nação, mal administrada, é verdade; maltratada, é verdade; mas o Brasil é uma grande Nação que pode crescer ainda mais se cada brasileiro, com a sua cota de responsabilidade, fizer a sua parte, votando conscientemente como fez agora ao dar R$ 1 milhão para Diego e R$ 50 mil para Carol.
Agora precisamos fazer o mesmo em relação aos políticos. Para os bons, estalecas; para os maus, paredão.

Corino Rodrigues de Alvarenga
Contato com o colunista:
corinorodrigues@hotmail.com

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)