Cassilândia, Quarta-feira, 29 de Março de 2017

Últimas Notícias

19/09/2006 08:01

A crônica do Corino: Best-sellers e auto-ajuda

Corino Rodrigues Alvarenga
Cassilândia NewsCassilândia News

Best-sellers e auto-ajuda

Os best-sellers de auto-ajuda têm liderado a lista dos mais vendidos em todo o planeta. Há nomes consagrados internacionalmente como Spencer Johnson, Kenneth Blanchard, Daniel Goleman.e Spencer Johnson, autores de livros que prometem deixar o leitor rico da noite para o dia ou pelo menos insinua isso em suas capas pra lá de ilustrativas, coloridas e marqueteiras.
Um brasileiro se destaca também e está vendendo muito: é o médico Dr. Lair Ribeiro. Ele é autor de conclusões do tipo “Você não precisa fazer necessariamente o que gosta, mas precisa aprender a gostar do que faz” ou “Conhecimento não é acúmulo de informação e sim capacidade para agir”.
Como o meu ofício é ler antes de escrever, li vários desses livros de auto-ajuda. Os seus autores não gostam desse rótulo – auto-ajuda – e usam eufemismos diversos que, no final das contas, dá na mesma.
E é claro que esses livros dão resultados financeiros para alguém. Alguém, no final das contas, tem que sair lucrando. Há dois que ganham e muito: os autores e as editoras.
Li pelo menos uns cinco livros de Lair Ribeiro, como, por exemplo, A Magia da Comunicação, Auto-Estima e Saber Viver. Os outros títulos não me lembro no momento.
Todo vez que termino de ler e fecho esses livros, a sensação é a mesma: eles enchem a sua cabeça de teorias, que, de tão corriqueiras, você já conhece porque já ouviu isso dos pais, dos avós, do patrão e até da boca de diaristas, por sinal, grandes filósofas também.
São, a meu ver, teorebas, isto é, teorias que já estão decoradas há muito tempo.
Eles, portanto, só servem para relembrar o que você já sabe. Você sabe, mas não sabe como pôr em prática.
Agora, sim. Daí vai uma distante muito grande entre saber, enquanto conhecimento, e saber fazer, enquanto agente-empreendedor, agente-ativo ou agente-expansionista.
O que eu quero dizer com isso? Quero dizer que cada pessoa tem o seu potencial de teoria e tem o seu potencial de prática.
A mudança, no fundo, está na cabeça de cada um. Tem gente que, por mais que pense que quer mudar, no fundo, lá no fundo, não quer. Tem gente que sonha com o luxo, mas não vai à luta para consegui-lo, porque, lá no fundo, bem no fundo, adora viver sob a pressão de sacrifícios e de dor.
E tem aqueles, claro, que querem mudar mesmo. Só que não mudam. Lêem esses livros de auto-ajuda, ouvem conselhos dos experientes e vencedores, mas não conseguem pôr em prática.
Prática. Essa palavra é tudo. A sua vida depende da forma com que você usa essa palavrinha tão pequena, tão direta, tão importante: prática. É a forma com que você pratica a prática, se com boa prática ou se com má prática, é que você irá chegar ao sucesso praticamente graças a essa prática.
Você não vai ficar mais pobre nem mais rico lendo este artigo que estou para concluir. Afinal – embora sem cobrar nada por isso agora, a não ser quando você vier a comprar o livro depois (risos) – estou utilizando a minha prática para escrever esta teoria que visa conscientizá-lo quanto à importância urgente da prática.
Eu estou falando muito em prática, estou? Então só vou dizer mais uma vez: ponha a prática em prática, entendeu? Teoria na teoria não é prática; não serve pra nada. Seja prático: pratique na prática.
Vai praticando, vai... vai praticando...

Corino Rodrigues de Alvarenga

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 29 de Março de 2017
Terça, 28 de Março de 2017
21:41
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)