Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

31/10/2006 03:51

A crônica do Corino - Agricultor, o herói

Corino Rodrigues Alvarenga
Cassilândia NewsCassilândia News

Considero um verdadeiro absurdo o que os nossos governantes, desde que o Brasil foi descoberto, fazem com a agricultura. E, nessa leva, com os pobres agricultores deste País.
Não estou aqui culpando o nosso querido presidente, afinal ele não é o único culpado. Isso vem de longe e, se nada for feito de efetivo, ainda irá longe. Ele tem, porém, sua parcela de culpa.
Eu li, há algum tempo, esta notícia no site Cassilandianews e estou transcrevendo, em parte, para fazer uma análise mais aprofundada. Leia e acompanhe o meu raciocínio.

Refinanciamento: 30% dos produtores procuraram o BB

O superintendente do Banco do Brasil, José Carlos Batista, está preocupado com o total de produtores rurais que procuraram a instituição para refinanciar as dívidas agrícolas. Apenas 30% do total de produtores rurais que contrataram os débitos procuraram o banco. O superintendente esteve ontem (06), na Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) para alertar o presidente da entidade, Ademar Silva Júnior.
Apenas 30% dos produtores rurais procuraram o Banco do Brasil. “Estou preocupado porque o prazo termina no dia 30 de setembro e se os produtores decidirem buscar o refinanciamento no fim do prazo podem não conseguir faze-lo”, alerta Batista.

Tudo bem, tudo bem. O governo financia a agricultura. Mas o governo que financia a preparação da terra, o plantio e a colheira é o mesmo que não oferece preço mínimo, condições favoráveis para o armazenamento e o escoamento da produção.
Enquanto o produtor brasileiro planta, cai nas mãos do atravessador, fica com a dívida pendurada no cabide do banco e vai à bancarrota, o agricultor norte-americano e o europeu recebem todo tipo de incentivo oficial, com subsídios que lhes permitem obter lucro e brigar no mercado internacional, exportando mais devido à oferta a preços atraentes dentro de um mercado muito competitivo. Lá, eles são incentivados; aqui, são pisados...
E sempre tem a China. Sempre está lá a China com sua mão-de-obra semi-escrava. Ou escrava, sei lá.
Uma política abrangente para a agricultura será capaz de, finalmente, fazer com que nós, brasileiros, justifiquemos todo este paraíso terrestre gigantesco propício para a produção agrícola.
Mas, por enquanto, estamos entoando o Hino Nacional: “Deitado em berço esplêndido...”
O Japão, por exemplo, tem 80% de seu território tomado por montanhas e, mesmo assim, produz lá suas toneladas e mais toneladas de grãos. Eu já li isso um dia: os japoneses importam terra de países vizinhos porque a deles já está ficando podre de tanta plantação contínua ao longo dos anos. Imagine você isso...
Você já procurou saber o porquê de a Suíça não ser grande produtor de cacau e produzir os melhores chocolates do planeta? Eles não plantam cacau, mas importam, produzem, trabalham de sol a sol. Aliás, se tem uma coisa que praticamente não há por lá é sol. E trabalham. E ralam pra caramba! E o Brasil, que produz cacau, com mão-de-obra semi-escrava – ou escrava, sei lá – leva, sim, um chocolate como integrante do mercado mundial. A única relação do Brasil com a Suíça é o envio de dólares e euros feito por autoridades corruptas que limpam os cofres públicos por aqui e escondem o dinheiro nos paraísos fiscais, dentre eles a Suíça.
As autoridades deste País - que têm na sua mesa farta o arroz, o feijão, a soja, o trigo, a batata, o milho e o escarcéu todo – precisam valorizar bem mais o homem do campo. E e a mulher do campo também. E o jovem do campo bém. E a criança do campo também. Ah!... E os idosos do campo também.
Afinal, meus amigos, o computador e os equipamentos de alta tecnologia não vão cultivar a terra e produzir. Nunca existiu, não existe nem existirá tecnologia de ponta capaz de substituir o roceiro, o homem da enxada, da foice, da plantadeira, do cutelo, do facão.
E, se um dia faltar comida na mesa, será um deus-nos-acuda. E olha, amigo: Deus não põe a mão em cumbuca. Deus dá a inteligência, mas o livre-arbítrio pertence ao homem.
Quer saber de uma, amigo agricultor? Se o homens do colarinho permanecerem de braços cruzados lá em Brasília, mande eles irem plantar batata...

Corino Rodrigues de Alvarenga
Contato com o colunista:
corinorodrigues@hotmail.com

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)