Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/05/2014 18:02

A Cena sem Sena

Rosildo Barcellos

Um articulista não nasce ao acaso. Ele é essência de palavras e moldado nas conversas do cotidiano...do catador de lixo ao político e do compositor a musa da copa. Alguns me consideram um formador de opinião. Eu me considero um fomentador de opiniões, porque depois de lido, provoco a “discussão” das famílias para provarem que eu estou errado; ou certo. Neste momento não me parece ser tão simples cultivar no íntimo da criança o orgulho de ser brasileiro.
Minha infância passou num tempo de ditadura militar, e me imaginava estar deitado eternamente em berço esplêndido. Lembro que na década de 60 e para justificar o golpe de 1964 diziam que o país estava a beira do abismo. Só não entendi que os lemas logo após foram: “Pra frente Brasil”,e depois; “Ninguém segura este país”,e por fim “Ame-o ou deixe-o”. Depois de anos de estudo de geopolítica ainda não entendo o que aconteceu, pois se o país estava na beira do precipício e forçaram ele ir pra frente...

Mas, sobrevivemos, e com a propalada redemocratização, penso sim que o país mudou e espero ter ofertado a minha contribuição nesse período. Pelo menos idéias eu tive, mormente o que me sensibiliza mesmo é ver justamente pessoas a quem a pátria sonega os mais básicos direitos, alimentarem um sentimento sincero de orgulho do país. Destarte, me alegro, posto que, é esse sentimento que nos diferencia de outros países. Mas tenho certeza que todos nós queremos um país ainda melhor para se viver e não posso deixar de acreditar na educação como mola propulsora dessa reviravolta. E um problema que salta aos olhos é a sexualização dessa geração. A infância está cada vez mais curta. Abandonados pelos pais diante da TV aberta, eles foram forjados na mídia social.

Basta andar pelos points da cidade, no período noturno, para encontrarmos pessoas com idades cada vez mais tenras, com exuberante poder de sedução e maquiagem. Por conseguinte não me espanto com as manchetes de que a pedofilia e a gravidez adolescente sejam os fantasmas do momento. Uma parcela de culpa nisso é dos pais, até porque normalmente, ambos trabalham. A outra é da escola, que para a maioria dos alunos é considerada por demais desinteressante, não educando para a vida e perdendo o espaço para o facebooks e as novelas do horário nobre.

Assim sendo, em minhas andanças pelas escolas encontro nas saídas meninos e meninas aos beijos isso quando não são meninos e meninos descompromissados com a vida, alguns apenas pensando em medir forças com meninos da facção rival e que nem lembram o que estudaram há meia hora antes. Que espécie de civismo pode vicejar assim? Não bastaria uma sessão semanal do Hino Nacional para sensibilizar filhos de pais separados e muitas vezes atormentados pelo desemprego e ainda pior, netos de avós merecedores de aposentadorias que não condizem com as necessidades básicas do ser humano. É difícil para quem mora onde o esgoto corre a céu aberto onde não há iluminação pública, onde não podemos ter um acesso básico ao sistema de saúde ou quando somos atendidos ficamos várias horas no corredor, a espera de um exame. Onde não há visitas, não há conversas nas calçadas, a polícia comunitária é inexistente e principalmente aonde não temos mais garrinchas jogando, e nem o aceno de Senna aos domingos. Faltam exemplos: de vida, de conquista, de sabedoria e de serenidade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)