Cassilândia, Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020

Últimas Notícias

24/01/2020 18:00

A cada quatro dias uma pessoa é assassinada em Campo Grande este ano

Correio do Estado

Uma pessoa foi assassinada a cada quatro dias em Campo Grande nos primeiros 24 dias deste ano, segundo dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública. Na manhã desta sexta-feira, um homem foi morto com quatro tiros no bairro Caiçara, ele estava a caminho do trabalho.

De acordo com a polícia, Wellington Vicente da Silva, 31 anos, seguia de motocicleta pela rua Pedro Álvares Cabral, quando foi atingido por quatro tiros, sendo três nas costas e um na nuca. A bala que atingiu a cabeça, saiu pelo queixo e foi encontrada no capacete da vítima.

Imagens das câmeras de segurança de moradores da região mostraram que o assassino, que estava no banco do carona de um Honda Civic prata, seguia Wellington desde o início da rua, em determinado momento, o carro emparelhou com a vítima, que chegou a discutir com o passageiro.

Na esquina com a rua Bauru o autor, que estava de boné, teria efetuado o primeiro disparo, dos quatro que atingiram a vítima. Wellington caiu da motocicleta cerca de 30 metros à frente, depois levantou, tirou o capacete e correu em na direção contrária, mas acabou caindo na esquina com a Bauru.

O Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados, mas quando o socorro chegou a vítima já estava morta.

Segundo testemunhas, o motociclista estava indo para o trabalho, no depósito de um atacadista de Campo Grande. A polícia confirmou que a vítima não tinham nenhuma passagem ou envolvimento com crimes.

O delegado Bruno Urban, da 6ª Delegacia de Polícia da Capital investiga o caso e afirmou que possivelmente a vítima conhecia o autor dos disparos. “Perguntamos para a mulher dele se ele vinha sendo ameaçado por alguém ou se ela sabia de alguma ameça, mas ela negou. Vamos ver agora no trabalho dele. Era um trabalhador e vamos trabalhar para tentar elucidar esse caso o mais rápido possível”, comentou.

A vítima morava a algumas quadras de onde ocorreu o homicídio, com a mulher e três filhos, um deles do primeiro casamento de sua companheira. Este foi o sexto homicídio registrado na Capital neste mês.

Apesar de o número ser alto, ainda é menor que o registrado em 2019, quando 11 pessoas foram mortas no mesmo período. No Estado todo, desde o dia 1º de janeiro até hoje, 24 pessoas foram assassinadas, ou seja, uma pessoa por dia. No ano passado, entretanto, esse número chegou a 28 casos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 19 de Fevereiro de 2020
Terça, 18 de Fevereiro de 2020
20:00
Mesmo com a alta nos preços
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)