Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/10/2015 15:00

51% dos presos de MS são oriundos do tráfico de drogas, diz Governador

Midiamax

 

Com 51% dos presos de Mato Grosso do Sul oriundos do tráfico de drogas e até 70% de outros Estados, o governador Reinaldo Azambuja declarou que sem as audiências de custódia, iniciadas nesta segunda-feira (5), em oito anos estaria dobrada a população carcerária de MS.

O projeto das audiências tem como objetivo reduzir o número de presos provisórios no país, que hoje chega a 41% da população carcerária brasileira. Com audiências em até 24 horas após a prisão em flagrante, em audiência com o juiz, fica determinado se o flagrado segue preso ou é colocado em liberdade.

Uma economia que, segundo o governador, evitará a construção de meio presídio por ano. Outro ponto destacado por Reinaldo é a ressocialização de presos, que com a reforma de quatro escolas somente neste ano, gerou economia de R$ 1,5 milhão ao Estado.

A solenidade aconteceu no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, na presença do presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, que agradeceu as duas medalhas em homenagens recebidas.

Para ele, as audiências resgatam a dignidade humana e o custo benefício supera e muito o ônus que o Estado tem com a implantação. Neste período de implantação nos Estados que já tem o programa, seis mil pessoas deixaram de ser presas.

“Essas pessoas não representavam perigo para a sociedade, não tinham ficha criminal e tinham residência fixa, abrindo vagas para presos perigosos e gerando economia de R$ 500 milhões e 8,5 presídios a menos para abrigar esta massa”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)