Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/01/2008 14:36

500 vacinas estão sob suspeita em MT

Quinhentas doses de vacina de febre amarela estão sob suspeita em Campo Verde (MT), por terem sido mal armazenadas e não podem ser utilizadas.

A coordenadora de imunização do escritório regional de saúde em Rondonópolis, Bernadete Gatto, responsável por 19 municípios, dentre eles, Campo Verde, informou que recebeu na segunda-feira um comunicado da cidade relatando que houve um problema no armazenamento das vacinas.

- Nós encaminhamos 500 doses da vacina da febre-amarela, dentre outras, na sexta-feira passada. Todavia, nesta segunda-feira, recebemos um relatório informando que a geladeira onde acondicionaram as vacinas permaneceu em condições inadequadas de refrigeração. No dia seguinte, mandamos um novo estoque de 500 doses de febre-amarela. As doses estão sob suspeita e não devem ser usadas - relatou Bernadete Gatto.

As demais vacinas encaminhadas foram: Poliomelite, Rotavirus, Hepatite B, Anti-rábica humana, Tetravalente, Tríplice Viral, Duplo Adulto e BCG.

A coordenadora de imunização do escritório regional disse que soube informalmente pelos funcionários da Secretaria Municipal de Saúde de Campo Verde que a geladeira permaneceu aberta no final de semana.

- Agora estamos sem nenhum estoque da vacina de febre-amarela. Estamos orientando as pessoas para que evitem viajar às regiões onde existem casos registrados da doença, se puderem resolvam os assuntos por telefone ou adiem as viagens de férias - destacou.

A assessoria administrativa da Secretaria Municipal de Saúde de Campo Verde informou que a geladeira ficou entre-aberta por um período curto de tempo, pois foram utilizadas algumas vacinas no sábado.

- Acreditamos que não perdemos as vacinas, mas não temos segurança suficiente. A geladeira esteve aberta entre 1 a 2,5 cm, pode ter ocorrido um problema na borracha que ocasionou a abertura. Devido a orientações do Ministério da Saúde notificamos o escritório regional que repôs as doses - disse.

O secretário-adjunto de Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Victor Rodrigues, explicou que as vacinas devem ser mantidas refrigeradas.

- Se houve um problema de acondicionamento é necessário descartar. Nós não somos capacitados para avaliar se a vacina pode ser utilizada, somente a Fundação Instituto Osvaldo Cruz (Fiocruz). Nós iremos encaminhar a eles, que farão essa análise. As vacinas que foram descartadas não fazem mal à saúde, apenas não terão efeito nenhum - destacou Rodrigues.

Segundo o secretário-adjunto, existe uma margem de perda global no Estado de 20% e que mesmo com as 500 doses sob suspeita, ainda estão dentro da margem.

- Não houve perda à população de Campo Verde, pois foram repostas as 500 doses - afirmou.

O secretario municipal de saúde em Campo Verde, Josué Araujo falou que a temperatura da geladeira ficou um pouco abaixo do ideal, mas ainda dentro da margem de segurança recomendada pelo Ministério da Saúde.

- Até o momento não está confirmado perda das vacinas, até porque elas estão sob suspeita. Realizamos todas as medidas necessárias. Informamos o escritório regional, evitamos utilizá-las e fizemos a troca - ressaltou.

Uma funcionária da secretária municipal de Saúde que não quis se identificar falou que a vacina chegou na sexta-feira após o expediente e foi colocada na geladeira por outra funcionária.

- Houve negligencia do ato, não era o momento para se perder vacina, ainda mais que todos os dias existem pessoas que nos procuram querendo imunização - disse ela.

Evaldo Rezende Fernandes, advogado em Campo Verde, disse que sua mulher levou os filhos para se vacinarem, mas quando chegaram no posto de saúde foi informada por funcionários que não havia mais vacina porque havia ocorrido uma perda de 500 doses no final de semana.

- Eu resolvi denunciar esse fato porque o número de mortes está aumentando. A vacina contra a febre amarela é um bem público que pode salvar vidas, é necessário que os funcionários tenham cuidado ao lidar com vacinas - disse Evaldo Rezende Fernandes.


Corumba Online

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)