Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/09/2005 09:56

2007 pode ser o ano de combate à mortalidade materna

Agência Câmara

O Projeto de Lei 5644/05, do deputado Geraldo Resende (PPS-MS), institui o Ano de Combate à Mortalidade Materna em 2007. De acordo com o projeto, as comemorações serão coordenadas pelo poder público, com a colaboração de entidades nacionais vinculadas ao bem-estar materno.
O deputado diz ser necessário reforçar a luta pela saúde das mães e ressalta que, segundo dados do IBGE e do Datasus – serviço de informática do Sistema Único de Saúde –, entre 1992 e 1997 houve um aumento dos óbitos maternos, de 44,4 para 51,6 de cada 100 mil crianças nascidas vivos.

Números ruins
Geraldo Resende observa, porém, que os organismos internacionais avaliam que ocorram no Brasil 220 óbitos maternos para cada 100 mil nascidos vivos – uma taxa muito acima da média internacional.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) define mortalidade materna como a morte da mulher durante a gestação ou no período de 42 dias após o término da gestação, independentemente da duração da gravidez, em virtude de qualquer causa relacionada ou agravada pela gravidez, ou por medidas tomadas em relação a ela.
A comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Câmara que investigou o problema em 2001 concluiu que 114 mulheres brasileiras morrem para cada 100 mil crianças nascidas. Na América do Sul, apenas a Bolívia apresenta uma estatística pior: 390 óbitos maternos. Na Argentina são 44; no Chile, 25; e no Uruguai, 19.

Tramitação
A proposta será examinada pelas comissões de Seguridade Social e Família; Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)