Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/03/2006 15:24

Para Delcídio, relatório da CPI vai causar divergências

Luciana Vasconcelos / ABr

O presidente da CPI, senador Delcídio Amaral (PT-MS), disse que a maior discussão sobre o relatório final da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios vai se concentrar em torno de dois pontos: indiciamentos e mensalão. O relator, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), pediu o indiciamento de mais de 100 pessoas, entre elas os ex-ministros Luiz Gushiken e José Dirceu, mas também o empresário Marcos Valério de Souza, Delúbio Soares e o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG).

"Vamos ter que discutir algumas questões, sem dúvida nenhuma", considerou Delcídio, sobre as discussões que devem ocorrer até a votação do relatório, marcada para terça-feira. Segundo ele, deverão ser apresentados votos em separado de parlamentares tanto do governo como da oposição.

Sobre o mensalão, Delcídio Amaral acredita que os governistas vão tentar desconectar a ligação dos saques com votações em plenário. "A leitura de alguns parlamentares do governo é mais ampla, sem caracterizar a compra de consciência", disse. No relatório, Serraglio reafirma a existência de um esquema de compra de votos no Congresso em troca de apoio ao governo. Acrescenta que o dinheiro foi utilizado também para "seduzir" o político a trocar de partido. O relator discordou da tese que mensalão é o mesmo que caixa 2.

"O esquema comprovado pela CPMI é, nitidamente, um esquema de cooptação de apoio político ilícito", diz o relatório. Serraglio disse que faltam provas de que o dinheiro repassado pelo empresário Marcos Valério de Souza fazia parte de um esquema ilegal para financiar campanhas eleitorais – tese apresentada pelo ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, em sua defesa.

O relator informou que é "humilde" para aceitar mudanças, mas ainda não viu sugestão que o convença a mudar o texto. "Estou aberto para reexaminar, mas precisa mostrar que estou errado", ressaltou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)