Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/01/2005 15:59

Governo pode abdicar do Enem para conceder bolsas

Agência Brasil

O ministro Tarso Genro (Educação) afirmou na quarta-feira que poderá utilizar as notas que os estudantes tiveram durante o ensino médio para preencher as 16.575 bolsas nas universidades particulares que ainda não foram ocupadas no Prouni (Programa Universidade para Todos). Com a medida, o governo abdicará da pontuação no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que era um dos critérios para a seleção dos candidatos. Segundo Tarso, "o Enem provavelmente esgotará o seu potencial de ingresso nessa terceira fase". Uma das alternativas, portanto, será dispensar a nota do exame para que outros estudantes possam concorrer às bolsas. "Podemos dispensar o Enem e verificar o currículo de notas obtidas pelo aluno." Outra solução será remanejar as vagas para cursos de licenciatura ou utilizá-las para a formação "necessária para o desenvolvimento regional". O Prouni oferece neste semestre 112 mil bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em universidades particulares, que, em troca, têm isenção de impostos. Ontem, o governo iniciou a terceira etapa de inscrições para tentar preencher todas as vagas. Restam 6.441 bolsas integrais e 10.134 parciais. A cada nova etapa, o ministério tem oferecido um atrativo. Na primeira, somente poderia se candidatar quem tivesse feito o Enem de 2004; na segunda, o critério foi ampliado para os exames de 2002 e 2003, a medida permitiu que universitários também concorressem ao benefício; na atual etapa de inscrição, o governo anunciou que quem receber bolsas parciais poderá participar do Fies, programa que financia em até 70% as mensalidades. Além dos critérios fixados pelo governo, as universidades poderão ainda aplicar exames de seleção próprios. Há uma expectativa para uma quarta etapa: "Se não preencher [na fase atual], nós vamos preencher. Não vamos permitir que as vagas fiquem disponíveis", disse o ministro. Segundo ele, um dos principais motivos para a sobra de vaga é que os candidatos não alcançaram a nota mínima exigida (45 pontos no Enem). Ao todo, 367 mil pessoas se inscreveram para as bolsas. A nota média de admissão ficou em 61,3. Podem concorrer alunos vindos de escola pública ou bolsistas da rede privada e com renda familiar per capita de até três salários mínimos (R$ 780). O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sanciona nesta quinta-feira a lei que cria oficialmente o Prouni, que até então era regulamentado por medida provisória. O maior número de bolsas no Prouni foi oferecido para os cursos de direito (6.041 integrais e 2.099 parciais). Ele vem seguido das engenharias (2.552 integrais e 757 parciais), de medicina (713 integrais e 197 parciais) e de odontologia (393 integrais e 118 parciais).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)