Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/12/2005 13:40

Famasul reúne cadeia leiteira e discute ações conjuntas

Famasul

A pecuária de leite atravessa a pior crise dos últimos anos, devido o aumento de oferta, câmbio, baixo consumo e, em especial, os surgimentos de febre aftosa no sul do Estado.



Diante desse atribulado cenário a Comissão Estadual da Pecuária Leiteira se reuniu com as 27 instituições que compõe a Câmara Setorial do Leite, na última terça-feira (06-12-05), na Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) para discutir a crise do setor. Os principais assuntos discutidos foram o excedente do leite, mercado e endividamento dos produtos. A consultora da Casa Rural (Famasul, senar/Ms e Funar) e também coordenadora da Câmara Setorial do Leite, Adriana Mascarenhas, afirma que a cadeia leiteira não está mais suportando o descontrole do setor e afirma que a situação chegou no seu limite.



Existe hoje no Estado um excedente de aproximadamente 250 mil litros de leite/dia, que precisa com urgência ser exportado para outros Estados. O diretor-secretário da Famasul, Ademar Silva Junior, afirma que esse excedente está sendo pleiteado para a redução do valor da Pauta Fiscal interestadual que hoje é de R$ 0,65. “Esta pauta está inviabilizando a compra do leite por indústrias de outros Estados”, explica.



O mercado também está sofrendo conseqüências em relação ao preço que a dona de casa paga pelo produto final. Adriana explica que a Câmara está solicitando um apoio com mais empenho do Ministério Público para levantar os preços de venda das indústrias aos supermercados e os valores de comercialização. “O que se percebe é que tanto o setor produtivo, quanto o industrial reduziram suas margens de lucro e não percebemos essa redução no varejo”, conclui Mascarenhas. Outra medida tomada foi solicitar ao Banco do Brasil o volume contratado pelos produtores de leite com o objetivo de viabilizar uma renegociação das dívidas, devido ao aviltamento dos preços do leite ao produtor.



Outra ação que foi pautado e discutido durante a reunião é a ampliação do Programa de Segurança Alimentar para os demais municípios do Estado, hoje atende apenas aos municípios de Campo Grande e Dourados. A ampliação do Programa poderá contribuir para a redução do excedente, pois dobrará o volume de leite comprado pelo Governo, completa a consultora.

Autor:
Fernanda Barros - Assessora da Famasul

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)