Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

13/10/2014 08:15

"Doe futuro, doe livros" estimula hábito da leitura entre crianças

Agência Brasil

O programa "Doe futuro, doe livros", idealizado pelo centro universitário UniCarioca, levou neste domingo (12), Dia da Criança, livros infantis obtidos pelos alunos ao Instituto de Ação, Esporte e Educação (Iasespe), na comunidade de Manguinhos, zona norte do Rio.

O projeto conta com a parceria do Rio+Social, programa coordenado pelo Instituto Pereira Passos, da prefeitura carioca, em conjunto com o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), cujo objetivo é promover a melhoria da qualidade de vida de populações residentes em comunidades pacificadas.

O Rio+Social indicou o Iasespe como primeira instituição a receber os livros doados. O "Doe futuro, doe livros" faz parte de um programa maior que integra o Núcleo de Ação Socioambiental da UniCarioca, informou o coordenador dessa unidade, professor Jaime Pereira. “O núcleo tem três eixos: o interdisciplinar, o social e o de geração de renda. O projeto de doação de livros está ligado ao eixo social”, disse Pereira.

Até o fim do ano, 150 alunos da universidade vão fazer atividades práticas relacionadas à ação social, dentro do Núcleo de Ação Socioambiental. Como muitos estudantes moram em áreas carentes, eles foram convidados a integrar o projeto, arrecadando livros infantis para serem doados às comunidades e participando de atividades lúdicas com as crianças, além de contação de histórias.

Jaime Pereira disse que a parceria com o Rio+Social, que já desenvolve um trabalho nas comunidades pacificadas, facilita o contato com os moradores, aos quais a UniCarioca oferece cursos de contabilidade básica e marketing de pequenos negócios, entre outros. Essa formação faz parte dos outros eixos do núcleo.

O objetivo da universidade é dar continuidade ao programa e aumentar o acervo de livros infantis das comunidades durante todo o ano. “A ideia é tornar isso um padrão”, Lembrou Pereira. Ele acrescentou que a meta é trabalhar também a parte de serviços de formação e de transformação social.

A analista de Mobilização e Parceria do programa Rio+Social, Laís Couto, disse que em apenas um mês e meio foram arrecadados pelo programa 2 mil livros infantis. “Pelo número de livros, a campanha é muito proveitosa para o Rio+Social. A ideia é potencializar esses projetos locais e o trabalho de incentivo à leitura nas comunidades pacificadas”. Ela confirmou que o objetivo é estender a campanha.

As indicações são dadas pelas equipes de campo do Rio+Social, que apontam as bibliotecas que já desenvolvem algum trabalho de incentivo à leitura com as crianças. Laís informou que as doações serão divididas de modo a beneficiar as instituições de comunidades que precisem de mais livros.

Outras instituições que estão na fila para receber as doações são a Associação de Moradores da Casa Branca, situada no Morro do Borel, cuja entrega será feita no próximo dia 24, coincidindo com a reinauguração do espaço de incentivo à leitura, e a Biblioteca Comunitária do Salgueiro.

As quatro unidades da UniCarioca localizadas no Rio Comprido, no Méier e em Bento Ribeiro, na zona norte, e em Jacarepaguá, na zona oeste da capital, estão recebendo doações de livros infantis de todas as pessoas interessadas em participar do programa "Doe futuro, doe livros", visando a estimular o gosto pela leitura.

O Rio+Social é composto por uma equipe multidisciplinar e está presente nos 30 territórios onde existem 37 unidades de Polícia Pacificadora (UPP) e no Complexo da Maré, ocupado pelas forças de segurança.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)