Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/02/2006 13:21

Brasil e Coréia do Sul negociam exportação de carne

Benedito Mendonça / ABr

Uma comitiva de técnicos sul-coreanos integrantes do Comitê Bilateral Consultivo Agrícola (CCA) está no Brasil para discutir o comércio no setor. De acordo com o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, a exportação de carnes e do etanol é o tema mais relevantes em negociação. A visita dos técnicos sul-coreanos foi planejada a partir da visita do presidente Luiz Inácio Lula à Coréia do Sul no ano passado.

"A Coréia segue um pouco a posição de não reconhecer a influência que a Organização Mundial de Saúde Animal tem em relação ao Brasil. Então, é lutar por esse tema, sobretudo, enfatizando as ações na área de defesa sanitária que o Brasil tem desenvolvido", diz Rodrigues, que participou hoje (6) da primeira reunião do Comitê de Cooperação Agrícola Brasil-Coréia.

Para o ministro, a Coréia do Sul é um "parceiro positivo" porque importa de outros países 100% do petróleo que consome. Segundo ele, o ministério tem procurado montar Conselhos Consultivos Agrícolas com países importantes para o Brasil do ponto de vista comercial, tecnológico e de relações de intercâmbio na agricultura. E a Coréia do Sul faz parte desse grupo.

Para o vice-ministro de Comércio Internacional da Coréia do Sul, Jangbae Youn, tradicionalmente a cooperação no setor de agricultura entre os dois países não é muito grande, mas, "essa tendência está mudando". Na opinião de Youn, um exemplo disso é que nos últimos três anos houve um aumento nas trocas de comerciais.

Isso se deve, segundo ele, à grande importação de produtos brasileiros, que aumentou cerca de 50%. Youn salientou que sua equipe já identificou vários assuntos que poderão fazer parte de acordos futuros com o Brasil, como nas áreas de tecnologia, de informações e de política agrícola.

Do lado coreano, destacou o vice-ministro, existe a tecnologia que foi desenvolvida e que também pode ser um dos temas para discussão de possíveis acordos comerciais. "Nesse sentido nós queremos discutir com muita atenção a possibilidade de intercâmbio nas área de bioenergia e de biotecnologia", ponderou.

Outros pontos assinalados pelo ministro sul-coreano dizem respeito ao possível aproveitamento dos recursos naturais que o Brasil possui "de maneira que ambos os países saiam ganhando com isso", e também, na área de quarentena e de inspeção alimentar. "Para que possamos introduzir produtos agropecuários em nosso país, devemos abrir as discussões sobre a área sanitária", observou, se dizendo esperançoso nas novas parcerias. "Nós vamos colher bons frutos para os dois lados".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)