Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

18/10/2017 08:40

Bancada do MS em Brasília coloca 14 obras como prioritárias

Nyelder Rodrigues, Campo Grande News
Senadores Moka e Simone e os deputados federais Geraldo Resende, Dagoberto, Zeca do PT e Mandetta (Foto: Divulgação)Senadores Moka e Simone e os deputados federais Geraldo Resende, Dagoberto, Zeca do PT e Mandetta (Foto: Divulgação)

 

A bancada federal de Mato Grosso do Sul definiu 14 obras como prioritárias para 2018 no Estado, sendo elas incluídas pelo grupo no Orçamento Geral da União após reunião nesta terça-feira (17). Um 15º projeto ainda será discutido para entrar na lista nesta quarta-feira (18).

Ao todo, os investimentos previstos somam R$ 1,4 bilhão em emendas, porém, o coordenador da bancada, o senador Waldemir Moka (PMDB), os valores podem cair em até 80%, já que é comum a redução do valor liberado.

"Geralmente, as bancadas estaduais colocam os valores lá em cima porque sabem que os cortes nas relatorias são profundos", explica o senador, que sediou a reunião que contou com a participação dos parlamentares sul-mato-grossenses.

Vários setores, como saúde, infraestrutura e saneamento básico, serão contemplados. Os valores iniciais variam para cada obra variam da marca de R$ 50 milhões até R$ 105 milhões.

Ponte, hospital e rodovias - Um das obras contempladas, por ora, com R$ 81,2 milhões é a ponte sobre o rio Paraguai, em Porto Murtinho, que fará a ligação do Brasil ao país vizinho, na rota biocêanica.

O mesmo valor foi destinado para o projeto Sul-Fronteira, no trecho que ligará Ponta Porã até Mundo Novo. Já R$ 100 milhões foram pedidos para construir, na BR-419, o trecho entre os entroncamentos da BR-163 e da BR-262, respectivamente, em Rio Verde de Mato Grosso e Aquidauana.

Outros R$ 100 milhões foram solicitados para infraestrutura urbana em Campo Grande e Dourados, assim como para a construção do HR (Hospital Regional) de Dourados, melhorias para a estrutura da PRF (Polícia Rodoviária Federal) no Estado e reestruturação dos hospitais universitários do Estado, entre outras.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 24 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 23 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 22 de Novembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)