Cassilândia, Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020

Últimas Notícias

22/05/2020 07:04

“A vida é bela”; para os políticos!

Redação
   “A vida é bela”; para os políticos!

EXTREMOS: O jornalista Otávio Neto abordando um caso ‘interessante’. O vereador Luiz F. Sauer (PSD) de Bandeirantes gastou R$53.586,00 de diárias nestes 4 meses em viagens (70 kms) à capital. Cada diária R$458,00. Aliás, ele desabafa: “você ser político não é fácil...nós políticos somos muito malhados!” Já o vereador Renê Venâncio (PSD) de Três Lagoas nada gastou e diz: a tecnologia permite atuar sem viagens e gastos. O Ministério Público Estadual já usa os sinais dos celulares de vereadores captados nas torres ao longo dos percursos para aferir a veracidade destas viagens ‘milagrosas’.


‘DAY AFTER’: Na mídia muitas publicações questionando as mudanças que possam ocorrer nas relações sociais após essa pandemia. Mas não entrarei nesta seara. O meu questionamento é das eventuais lições sobre o funcionamento do Judiciário, Câmaras Municipais, Assembleias Legislativas e Congresso. Será que esses poderes realmente precisam destas grandes e caras estruturas (funcionários/prédios/mobiliário) para poder desenvolver suas atividades? A realidade verificada tem mostrado que não.


CONVENHAMOS! O mundo mudou. Os avanços tecnológicos do mundo digital acoplados aos recursos da internet estão sendo melhor aproveitados pela iniciativa privada e afins. Os congressos cansativos em cidades distantes dos participantes deram. lugar a videoconferências, com mais participantes, melhor aproveitamento e custo zero. Aliás, o Rotary Club-MS promoveu agora uma videoconferência com êxito total.


NOVOS TEMPOS: Mais praticidade e menos custos financeiros. Esse binômio tende a ser o lema de conduta social. Os exemplos estão aí: muitos profissionais exercendo suas atividades praticamente sem sair de casa. O que era utopia é realidade. Daqui para frente deve haver crescente adesão a essa modalidade. A propósito: sobre o Congresso Nacional muitos já questionam sua pesada estrutura e a necessidade de torna-la menos onerosa usando-se mais a internet. Seria realmente uma boa!


1-DA ASSEMBLÉIA: Deputado Antônio Vaz (Republicanos): Quer teste rápido do Covídio-19 de funcionários da Penitenciária Federal; pede suspensão da cobrança de juros de boletos atrasados na pandemia. Deputado Lucas de Lima (Solidariedade) : irá reunir-se com o Secretário da Saúde; pede isenção de multa no trancamento de matriculas nas faculdades na pandemia; requer distribuição de mascaras aos usuários de ônibus no MS. Deputado Gerson Claro (PP): Votou a favor da reforma previdenciária; líder do Governo atento as ações anti-Covídio 19; participa das sessões on-line. Deputado Evander Vendramini (PP): Sua indicação pede agilidade na tramitação do projeto na Câmara sobre o piso salarial de enfermeiros e outros profissionais da saúde; sancionado seu projeto instituindo o Dia da Assembleia de Deus.


‘VALE TUDO’: A pratica resiste. Muitos candidatos dispostos a uma ‘conversinha’ com o eleitor. Os termos da barganha atualizados. Como alerta lembro: eleita vereadora na capital em 2012, Thais Helena (PT- partido da ética) foi condenada por abuso de poder econômico e compra de votos. Perdeu o mandato, pagou multa de 50 salários mínimos, direitos políticos suspensos por 7 anos e ainda foi obrigada a prestar serviços comunitários no Asilo São João Bosco. Quanta humilhação para professora petista!


BARBARIDADES: Duas notícias que repercutiram muito mal junto a população. A primeira diz respeito as prisões de militares de altas patentes acusados de integrarem o esquema de contrabando de cigarros. A segunda; a denúncia do Ministério P. Estadual contra o Juiz de Direito Aldo Ferreira da Silva por supostas vendas de sentenças que teriam causados prejuízos de R$8.792.683,45. Independente das sentenças ao final, elas abalaram a credibilidade das instituições que deveriam ser seriam os pilares da justiça e da segurança. Vergonhoso! E quem irá nos defender agora? O Chapolim Colorado?!


‘A VIDA É BELA’: Ex-senador Waldemir Moka (MDB) irá receber R$6.700,00 brutos de aposentadoria no Senado. Já o ex-senador Delcídio do Amaral (PTB) garantiu seus R$11.500,00 mensais de aposentadoria naquela generosa casa. Quem também se ajeitou foi o ex-ministro Carlos Marun (MDB) que usou dos tentáculos políticos para renovar por 4 anos o mandato de conselheiro de Itaipu com vencimentos privilegiados.


2-DA ASSEMBLEIA: Deputado Capitão Contar (PSL): Votou contra aumento da alíquota da previdência estadual; atento as ações anti-Covideo-19 no MS. Deputado Neno Razuk (PTB) Cobra ações eficazes/urgentes da Secretaria de Saúde contra o covid-19 nas aldeias indígenas: Projeto obriga a comunicação diária dos hospitais aos familiares dos pacientes com o covid-19. Deputado Lídio Lopes (Solidariedade): Presidindo reuniões da Comissão C, Justiça/ Redação; votou contra o projeto da previdência dos servidores. Deputado José C. Barbosa (DEM): Pela transparência, manifestou-se contra o aumento de comissionados na Sanesul; votou contra o aumento da alíquota da previdência estadual.


MAIS UMA... Outro fato recente com eco eleitoral: a decisão judicial determinando a indisponibilidade de R$190.333.339,73 do ex-governador Puccinelli e outros 19 réus (pessoas físicas e jurídicas) delatados por executivos da JBS num dos feitos resultantes da Operação Lama Asfáltica. O Ministério Público Estadual se baseia nas provas do inquérito da Polícia Federal sobre o recebimento de supostas vantagens ilícitas entre 2007 a 2015 junto a JBS. O caso deve inibir o discurso de Puccinelli em prol do pré-candidato do MDB Marcio Fernandes à prefeitura da capital. Ou não?


DOURADOS: Pesquisa para prefeito, estimulada, no cenário 1: Marçal 30,20% - Barbosinha 17,40% - Délia 11,60% - R. Câmara 8,80% - Racib 1,40% - D. Hall 1,20% - J.Bezerra 1,00% - não sabem/não responderam 28,40%. Cenário 2 estimulada: Marçal 36,40% - Barbosinha 20,60% - R. Câmara 11,00% - não sabem/não responderam 32,00%. Rejeição estimulada: Délia 25,40% - R. Câmara 9,80% - D. Hall 8,60% - Marçal 7,00 – Barbosinha 5,40 – J. Bezerra 2,00% - Racib 1,80%. Não sabem/não responderam 40%. A amostra realizada pela Ranking Pesquisa e Comunicação com 500 pessoas entre 13 e 16 de maio; margem de erro 4,4% para mais ou para menos, índice de confiança de 95% - registrada na Justiça Eleitoral sob nº MS-02090/2020.


FOLCLÓRE: Deputado da Bahia enviou milhares de cartões de ‘boas festas’ e um deles acabou endereçado a uma mulher já falecida. Indignados, os familiares retribuíram com outro cartão: “Prezado amigo, embora jamais o tenha conhecido durante os meus 78 anos de vida terrena, daqui de além-túmulo, onde me encontro, agradeço o seu gentil cartão esperando encontra-lo muito em breve nessas paragens para um frio aperto de mão. Purgatório, Natal de 2005.”


3-DA ASSEMBLEIA: Deputado João H. Catan (PR): autor de projeto vedando a limitação de tratamentos prescritos por profissionais de saúde credenciados juntos aos planos de saúde; votou contra o aumento da alíquota previdenciária. Deputado Marçal Filho (PSDB): Requer incentivo aos profissionais de saúde; pede criação de incentivos fiscais aos empresários doadores de alimentos durante a pandemia; Deputado José Teixeira (DEM): é seu o projeto instituindo multa aos propagadores de fake News sobre o Covid-19; PL obriga concessionárias públicas a fazerem campanha pela doação de sangue. Deputado Londres Machado (PSD): Ativo na política de prevenção ao Covid-19 nas cidades de sua base eleitoral; presente nas sessões on-line.


EXCESSOS & ABUSOS: Impressionante como alguns prefeitos também estão pegando carona na religião alegando questão de fé, etecetera e tal. Mas no fundo sabe-se que estão mesmo de olho nas eleições. ‘Esquecendo’ que o Estado é laico, eles estão impondo por decreto ilegal o período de jejum e oração como se fosse um remédio eficiente ou decisivo contra o coronavideo. A expectativa é que a OAB-MS proponha ação para declarar a inconstitucionalidade da medida. Quanto besteirol!


VERDADES: “...( - ) A relação da periferia com a morte é habitual. Esse discurso de que a vida está em risco não surte efeito, porque a vida na periferia é um risco permanente. Com postura de São Tomé, somente quando a morte bate à porta, no caso do coronavírus, essa conscientização é tardia. Favelados, às vezes, só tem a liberdade, e a covid-19 lhes tirou isso. Mas, se a ideia da morte dentro da periferia é banalizada, fora dela os mortos do asfalto têm nome e família. Na periferia, são números de estatísticas-favela...” ( Manoel Soares – comunicador em Porto Alegre - RS.)


“Nossa maior saudade hoje talvez seja a de sentir esperança”. ( J.P. Cuenca)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Outubro de 2020
Segunda, 26 de Outubro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)