Cassilândia, Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019

Últimas Notícias

19/10/2019 07:40

"A gente vacinou mais gado do que gente", diz Ministro Mandetta

Correio do Estado

 

Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), fez um alerta sobre a circulação do Sarampo e a atenção à saúde básica da população. Na inauguração da Casa de Saúde Carlos Alberto Jurgielewicz, em Campo Grande, na tarde de hoje (18), o ministro comparou a situação à vacina de aftosa.

"É uma dicotomia porque no tempo que nós estamos nos tornando área livre de aftosa, nós estamos voltando doenças como sarampo. Quer dizer, a gente vacinou mais gado do que gente", disse ele.

Mandetta também fez um alerta de atenção à saúde básica, para evitar o surto de outras doenças. "É preciso sim, todas as unidades; toda a cidade; todas as pessoas têm responsabilidade de olhar e rever a política de atenção primária", enfatizou o ministro.

"Houve um abandono por parte de todo o brasil das políticas de atenção básica [...] Nós temos toda a questão da queda do índice de vacinação, que ele por si só fala do descaso com a atenção primária. Não tem nenhum ato de prevenção mais simbólico do que vacinar", finalizou.

CASA DA SAÚDE

Inaugurada nesta sexta-feira, a Casa da Saúde (Coordenadoria Estadual de Assistência Farmacêutica Especializada), foi fundada em 1999 para a entrega de medicamentos à população, agora funcionará em nova sede, no prédio da antiga Escola Riachuelo. O nome que o local recebe é uma homenagem ao médico cirurgião Carlos Alberto Jurgielewicz.

Na ocasião, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) relembrou a importância que o médico tem para ele. "Em 13 de maio de 1963 eu nasci pelas mãos dele", revelou.

A Casa de Saúde de Campo Grande tem 60 mil pacientes cadastrados de todo o Estado, sendo 35 mil cadastros ativos. Entre janeiro e setembro de 2019 foram realizados 180 mil atendimentos, com o entrega de 7,5 milhões de medicamentos. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e fica na Rua Onze de Outubro, 220, no Bairro Cabreúva.

Neste ano, o Ministério da Saúde já encaminhou ao Estado 518 milhões de remédios, adquiridos de forma centralizada e que integram o componente especializado da assistência farmacêutica, possuindo custos mais elevados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 22 de Novembro de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Quinta, 21 de Novembro de 2019
08:20
Cassilândia
06:45
Cassilândia
Quarta, 20 de Novembro de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)