Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/01/2013 20:18

"A cidade é um velório", resume secretário Marun, que está em Santa Maria

Gabriel Neris, Campo Grande News
Parentes e amigos de vítimas do incêndio na Boate Kiss, durante velório no Centro Desportivo Municipal (foto Wilson Dias/ABr)Parentes e amigos de vítimas do incêndio na Boate Kiss, durante velório no Centro Desportivo Municipal (foto Wilson Dias/ABr)

“A cidade é um grande velório. Não se fala com ninguém que não tenha perdido pessoas próximas”. O depoimento acima é de quem foi a Santa Maria amparar os familiares das vítimas do incêndio da boate Kiss que matou 231 pessoas por asfixia na madrugada de domingo (27).

O secretário de Habitação e Cidades de Mato Grosso do Sul, Carlos Marun (PMDB), saiu de Porto Alegre, onde passava férias, para prestar condolências às três famílias sul-mato-grossenses envolvidas na tragédia a pedido da governadora em exercício Simone Tebet (PMDB).

“É uma tristeza muito grande. Em 150 sepultamentos têm pessoas que foram para nove velórios. São pessoas de todos os grupos, não tem ninguém alheio”, relata. Gaúcho de Porto Alegre, Marun externa o sentimento dos seus conterrâneos. “O Rio Grande do Sul está consternado, está tristeza é maior”.

O secretário contou que acompanhou o velório coletivo, onde também estava sendo velado David Santiago Souza, de 23 anos. O rapaz cursava o terceiro semestre de odontologia na UFSM (Universidade Federal de Santa Maria). Foi oferecida a oportunidade de enterrar o corpo em Campo Grande, mas os familiares optaram por Santa Maria, onde vivem parentes e muitos amigos dele.

“No velório do David eram muitos jovens, muita comoção. No caso da Ana Paula há mais solidão. Estão o pai e dois tios dela, realmente é muita tristeza”, conta. “Não vi nenhum sorriso em Santa Maria, não via os dentes das pessoas”.

Ana Paula Rodrigues, de 20 anos, morava em Mundo Novo. Ela foi socorrida, mas morreu no hospital de Cachoeira do Sul, município localizado a 120 quilômetros de Santa Maria. O corpo foi liberado hoje pelo IML (Instituto Médico Legal) quando o pai vítima chegou no início da tarde em Santa Maria, e será encaminhado para Mundo Novo.

Marun disse que não conseguiu contato com a família de Flávia de Carli Magalhães, de 18 anos, de Chapadão do Sul. “Santa Maria está traumatizada”, completou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)