Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/01/2016 07:40

'Mosquito do bem' sugerido a MS reduziu infestação em 82% em SP

Campo Grande News

A tecnologia de combate ao Aedes aegypti que será apresentada ao Governo de Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (20) reduziu em 82% a infestação do mosquito em Piracicaba, no interior de São Paulo, segundo informações da prefeitura local. A técnica envolve o uso de insetos transgênicos, ou seja, com DNA alterado e material genético de outras espécies, para barrar a reprodução dos vetores.

O produto está sendo desenvolvido pela Oxitec, empresa inglesa da área de ciência e biotecnologia com filial no Brasil. Conforme a companhia, larvas de insetos machos são alteradas em laboratório e liberadas no meio ambiente.

Eles cruzam com as fêmeas selvagens gerando filhotes que morrem antes de chegar à idade adulta. Para o coordenador estadual de controle de vetores, Mauro Lucio Rosa, é preciso tratar o assunto com cautela.

“A apresentação foi oferecida pela empresa e nós aceitamos. Todo o processo eles vão apresentar amanhã. Qualquer ferramenta que não seja para atrapalhar, vem para ajudar, mas não posso adiantar nada, já que o produto ainda é desconhecido”, afirma.

Ele explica que somente a apresentação não é suficiente para que o governo decida adquirir o produto, já que existem uma série de nuances envolvidas no processo. “Nós temos responsabilidade com o meio ambiente. Vamos colocar mais uma espécie de ser vivo e não sabemos o impacto disso. Temos que conhecer profundamente”.

Segundo o coordenador, existe até a possibilidade de que a empresa solicite ao Estado que sirva como “cobaia” para testar o mosquito transgênico. “Se for bom, será muito bem vindo. Se não for, com certeza nós não vamos aceitar. Nós precisamos de um parecer técnico e, se possível, estar em um estado em que já foi aplicado esse novo método”, pontua Rosa.

A apresentação será na Sala de Situação, criada para monitorar o projeto-piloto de combate ao Aedes no Estado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)