Cassilândia, Quarta-feira, 21 de Novembro de 2018

Últimas Notícias

19/10/2017 13:00

'Fim das desculpas': com dia mais longo, movimento triplica em praças esportivas

Midiamax

Odiado por boa parcela dos brasileiros, o horário de verão ganha tom de harmonia com a prática exercícios físicos em Campo Grande. Já na primeira semana em que o novo entrou em vigor, o fluxo de pessoas dobrou na Praça Esportiva Belmar Fidalgo, conforme relato de frequentadores.

Basta o sol baixar, lá por volta das 17h40, para praças, parques e ciclovias de Campo Grande serem tomadas por pessoas fazendo caminhada, corrida e até pedalando.

“É muito melhor porque as pessoas ficam mais dispostas. Sair do serviço e ver que ainda está claro dá ânimo para praticar exercícios, além disso, a gente sai daqui e o dia ainda está começando a escurecer”, afirma a estudante Aline Siqueira, de 31 anos.

Frequentadora assídua do espaço, Aline revela que é notório o aumento no número de pessoas no Belmar Fidalgo neste período. “Aumentou muito. Com a claridade não tem como inventar desculpas para não se exercitar”, relata.

Quem também se diz contente com a nova realidade é a aposentada Belta Alves, de 66 anos. De acordo com ela, o rendimento na maratona de exercícios é outro nesse período do ano. “É ótimo, a gente fica mais animado”, explica.

Mudanças
Para se adequar à nova realidade, ajustes foram feitos na programação de exercícios oferecidos na praça de esportes. As aulas de pilates, por exemplo, que antes aconteciam às 17h30, agora são realizadas a partir das 18h15. “A alteração foi preciso por conta do calor, mas como ainda está claro, os alunos não se incomodaram porque eles podem sair do trabalho e vir se exercitar”, conta.

Ao todo, 5 professores se revezam em aulas de pilates, capoeira, corrida, caminhada, ritmos, entre outras.

Horário de verão
O horário de verão começou às 0h deste domingo, dia 15. Os brasileiros de Mato Grosso do Sul e mais novos estados adiantaram o relógio em uma hora e a medida vigora até dia 19 de fevereiro de 2018.

A justificativa para a adoção da medida ano após ano é o aproveitamento do maior período de luz solar para economizar energia elétrica. Em 2013, o país economizou R$ 405 milhões, ou 2.565 megawatts (MW), com a adoção do Horário de Verão. No ano seguinte, essa economia baixou para R$ 278 milhões (2.035 MW) e, em 2015 caiu ainda mais, para R$ 162 milhões. Em 2016, o valor economizado com Horário de Verão baixou novamente, para R$147,5 milhões.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 21 de Novembro de 2018
Terça, 20 de Novembro de 2018
19:48
Cassilândia
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Segunda, 19 de Novembro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)